Oláaaaaa!!!

Então, cá estou eu a retomar os artigos no blog, maravilhas de um confinamento né?!!!

Portanto, resumindo e baralhando logo assim no início, quem quer aumentar as vendas de álbuns de fotografia põe a mão no ar e lê este artigo 😉

Antes de mais, e em jeito introdutório, algo que faz toda a diferença é como visualizamos os álbuns. “Como assim Suzy??” Simples! É veres os álbuns como uma oportunidade e não como um fardo para ti ou para o teu cliente!

E digo fardo no sentido de: ser difícil paginar, perderes tempo com isso, pensares que o cliente não tem interesse no álbum ou não o valoriza, que o cliente não quer gastar mais, que o cliente quer apenas digitais, etc.

Para além disso, o cliente não precisa de vir decidido a comprá-lo. E, sem qualquer pressão ou venda forçada, tu é que irás criar esse desejo nele.

Então, vamos lá às dicas!

 

1° Faz um mostruário

Se não tens um, faz! E se já tens um, faz um novo com as fotos mais recentes! Poderás fazer um álbum de amostra com uma sessão completa ou com uma selecção de fotos de várias sessões.

Portanto, ao fazeres um exemplar poderás fotografar e filmar esse álbum para o divulgares. Para além disso poderás tê-lo no estúdio para os clientes o verem, sentirem a sua textura, terem a noção e o impacto das fotos impressas, verem a sua qualidade. E tudo isto tanto no dia da pré-sessão, como no dia da sessão em si ou ainda para levares contigo numa reunião.

Ainda neste seguimento, convém escolheres um bom especialista na impressão e fabrico de álbuns fotográficos, que te consiga garantir:
– Qualidade no atendimento ao cliente (neste caso tu)
– Excelência na impressão, no material usado e nos acabamentos
– Um óptimo serviço pós-venda
– Que não venda diretamente ao cliente
– Que tenha artigos diferenciados, para o teu cliente não encontrar igual numa loja qualquer.

E, para quem tem curiosidade, o meu fornecedor de eleição é a Koylab. Entretanto, nos meus Workshops de IPS falo deles e tenho um vale de desconto para a primeira compra.

 

2° Valoriza os teus álbuns no orçamento

Então, na tua tabela de preços capricha no descritivo e inclui fotografias liiiindas. Por exemplo:
– Quantidade de páginas
– Tipo de papel (fineart, lustre, matte, brilhante, …)
– Média de fotos por álbum
– Tamanho dos álbuns
– Detalhes de uma capa bem feita
– Modelos de álbuns (capas em tecido, capas impressas,…)
– Espessura das páginas
– Entre outras.

E isso irá valorizar o produto.

3° Divulga os teus álbuns

Fotografa e filma, com a melhor qualidade possível, para poderes adicionar no teu website, no teu stories, no reels (instagram), no feed (instagram ou facebook), num artigo do blog, no teu canal de youtube e mesmo na TV que tens no estúdio! Ou seja, em todos os canais de comunicação que usas!

Aliás, eu, sempre que recebo um álbum (seja ele mostruário ou de cliente), tento fotografar e filmar para criar mais desejo aos meus seguidores. Exceto os álbuns de clientes que não deixam publicar as fotos, que infelizmente até são bastantes. Mas há que fazer o máximo com o que temos 😉

Neste sentido, mostra a importância da materialização das fotos num álbum para a família, para os filhos, para os pais e para toda a casa. Os álbuns de fotografia ficam expostos em casa, as visitas (amigos e familiares) podem ver, os filhos têm parte da sua história a um dedo de alcance e para além de tudo eles preenchem alegremente as estantes lá de casa. E claro depois o ponto positivo para ti, para além da venda, é: publicidade!

 

É CRUCIAL o cliente entender a importância de ter um álbum de família ou de um momento especial da sua vida.

De facto, quando começas a mostrar mais os teus álbuns, a falar mais sobre eles e a os vender corretamente, as pessoas não só o irão valorizar como irão criar o desejo de obter. Afinal de contas é assim que o ser humano funciona, através da criação do desejo que ele nem sabia que tinha 🙂

Então, começa a falar mais sobre os teus produtos, mostra a sua qualidade, como é feito, mostra o seu layout, divulga mais e mostra sempre que um cliente compra um.

Portanto, isso ajuda a despertar o desejo em novos clientes e tu aumentas a percepção de valor daquele produto.

E agora dizes-me: mas Suzy eu levo imenso tempo a paginar um álbum! Não tenho paciência!

Então, não há problema! Tens 3 opções:
a) Podes começar por subcontratar esse serviço (os valores rondam os 2€ a página), e depois…
b) Quando já compensar, adquires um programa! Tens o da Smart Album por exemplo.
c) Ou ainda, utilizas o software do teu fornecedor de álbuns, que geralmente é gratuito.

Portanto, no meu caso comecei por subcontratar esse serviço, e depois quando comecei a ter vários, acabei por adquirir o programa da Smart Albums numa black Friday 😀 e pagino álbuns em pouquíssimo tempo. O senão deste programa é que agora não é compra vitalícia, tem mensalidade.

A Koylab por exemplo tem um programa próprio de paginação de álbuns que até é bastante intuitivo.
Nada melhor do que testar! E este confinamento é uma boa oportunidade para testes 😉

 

Ainda neste seguimento, quem fez o meu Workshop de IPS tem toda esta informação e muito mais, pois nele falo sobre a importância dos produtos e de como os comunicar da melhor forma para conseguires vender sem qualquer venda agressiva/forçada!

Curioso/curiosa sobre este workshop? Sabe tudo AQUI.

E pronto, por hoje é tudo!!!

Agora, aproveita estas semanas em confinamento para complementares o teu mostruário e o divulgares! Aguardo o teu feedback 😉

Entretanto, se gostarias de ver algum tema em específico no blog diz-me!

Até breveeeeeee!!!
Suzy

Written by : Suzy

Subscreva a nossa Newsletter

SAIBA ANTICIPADAMENTE SOBRE AS NOVAS FORMAÇÕES, DICAS NO BLOG, EBOOKS, WEBINAR GRATUITOS

    Ao subscrever concorda com a nossa Política de Privacidade. Poderá cancelar a sua subscrição a qualquer momento.

    Leave A Comment